OABRJ discute a invisibilização feminina nos âmbitos pessoal e profissional

Diminua até 40% nos Contratos de Financiamento. Aproveite e Baixe o Valor das Prestações do seu Automóvel Hoje!

OABRJ discute a invisibilização feminina nos âmbitos pessoal e profissional

Sem tempo para ler? Ouça o Post aqui...
Getting your Trinity Audio player ready...
Foto: Flávia Freitas
Foto: Flávia Freitas
Foto: Flávia Freitas
Foto: Flávia Freitas
Foto: Flávia Freitas
Foto: Flávia Freitas
Foto: Flávia Freitas
Foto: Flávia Freitas
Foto: Flávia Freitas
Foto: Flávia Freitas
Foto: Flávia Freitas
Foto: Flávia Freitas
Foto: Flávia Freitas

Na manhã desta segunda-feira, dia 1º, o Plenário Evandro Lins e Silva, na sede da OABRJ, recebeu o evento “Mulheres invisibilizadas”, iniciativa da Comissão OAB Mulher RJ que teve como objetivo discutir as barreiras enfrentadas por mulheres todos os dias e nos mais diversos âmbitos. Assista na íntegra no nosso canal do YouTube

A presidente do Sindicato dos Modelos Profissionais do Estado do Rio de Janeiro (SindModel-RJ), Rogeria Cardeal, comandou o evento representando a Presidência da OAB Mulher RJ. Também compuseram a mesa a vice-presidente da Seccional, Ana Tereza Basilio; a diretora de Igualdade Racial da OABRJ, Ivone Caetano; e a assessora da Presidência da Comissão OAB Mulher RJ, Marilha Boldt. Os palestrantes foram: a integrante da Secretaria de Fazenda, Simone Costa; a assistente social Ana Guarani; a escritora Lia Vieira; a professora Rosana Romão; a psicóloga e assistente de produção Tamires Ribeiro; a comandante da Ronda Maria da Penha da Guarda Municipal do Rio de Janeiro e líder operacional Glória Maria Bastos; a integrante do Conselho de Empreededorismo do Estado Lú Rufino e a atriz Dani Ornellas. 

Para Basilio, é fundamental que mulheres ocupem, cada vez mais, espaços de poder e posições de liderança. 

“Este tema é dos mais relevantes. Ainda existe uma enorme falta de respeito e dignidade em como a mulher é vista. Muitas vezes, somos vistas apenas como as flores que encantam uma mesa ou as vices ideais nas campanhas eleitorais para obter participação no fundo partidário destinado à mulher. Nós precisamos quebrar essas barreiras, precisamos deixar de ser peça para sermos jogadoras e este evento contribui para que sejamos respeitadas e vistas.”

Rogeria Cardeal reafirmou que a ocupação feminina nos mais diversos espaços é a principal forma de reverter o cenário de invisibilidade.

“Muitas vezes, somos usadas por homens como massa de manobra para que eles possam atingir seus objetivos, quando, na verdade, somos muito bem capacitadas, eficientes e capazes de ocupar espaços que, muitas vezes, são negados a nós. Espero que possamos construir uma sociedade melhor e que ocupemos cada vez mais espaços, ajudando outras mulheres a fazer o mesmo”. 

Ao longo do evento, as participantes puderam contar suas vivências, além de discutirem políticas e ações que podem ajudar a desmontar o cenário de descredibilidade a que mulheres são submetidas tanto na vida pessoal quanto na profissional.

Local de Exibição: 
Fonte/Autor: 
Ana Júlia Brandão
Oculta das Listagens: 
Não

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

16 + 16 =

Descubra mais sobre Programa Revisional 2.0

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading