Caso Choquei: polícia conclui que jovem forjou prints sobre affair com Whindersson Nunes

Diminua até 40% nos Contratos de Financiamento. Aproveite e Baixe o Valor das Prestações do seu Automóvel Hoje!

Caso Choquei: polícia conclui que jovem forjou prints sobre affair com Whindersson Nunes

Sem tempo para ler? Ouça o Post aqui...
Getting your Trinity Audio player ready...
caso choquei policia vitima simulou mensagens whindersson nunes

Via @terrabrasil | A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) divulgou nesta quarta-feira, 6, as conclusões do inquérito que investigava a morte de Jéssica Vitória Canedo, de 22 anos. A mineira tirou a própria vida ao receber ataques na internet, depois que páginas de fofoca divulgaram prints falsos sobre um suposto relacionamento dela com o humorista Whindersson Nunes.

Em entrevista coletiva, a polícia revelou que as notícias vinham da própria Jéssica.

“(…) Apontando a própria jovem como responsável pela divulgação do conteúdo a algumas páginas em rede social, por meio de perfis falsos criados por ela”, disse a corporação. 

A jovem morreu em dezembro de 2023. Na época, o perfil Choquei passou a ser investigado por indução ao suicídio, por ter publicado prints de supostas conversas entre Jéssica e Whindersson, para seus mais de 20 milhões de seguidores no Instagram. Logo depois, o humorista a desmentiu publicamente.

Pelo poder de alcance do perfil, o que era para ser uma “fofoca” tomou proporções inimagináveis e a mineira passou a receber uma enxurrada de críticas nas redes sociais. Segundo a Polícia Civil, uma jovem de 18 anos foi identificada como a autora de várias mensagens de ódio para a vítima. 

Moradora de Rio das Ostras, no estado do Rio de Janeiro, a mulher identificada pela polícia foi indiciada por instigação ao suicídio. O Código Penal Brasileiro tipifica como crime com pena de dois a seis anos de reclusão induzir, instigar ou auxiliar alguém a cometer suicídio.

Inquérito conclui investigação do ‘Caso Choquei’, sobre a morte de jovem mineira
Foto: Instagram/Jessica Vitoria Canedo / Pipoca Moderna

Jéssica Canedo, conforme a PCMG, passava por tratamento de depressão na época do ocorrido.

“A jovem passou a ser vítima de ataques em redes sociais, o que agravou o quadro de depressão e acabou culminando na morte”, disse o delegado Felipe Monteiro em pronunciamento oficial.

Com o fim do inquérito, a Choquei não chegou a ser responsabilizada pelo crime de instigação ao suicídio. A única pessoa indiciada pelo feito é a jovem do Rio de Janeiro, que sequer tinha relação com a vítima. 

Durante a investigação, a Polícia Civil de Minas Gerais ouviu os representantes da Choquei e de outras três páginas de fofoca, além da família e amigas da vítima. Whindersson Nunes também depôs e negou qualquer tipo de envolvimento com Jéssica Canedo. Agora, o inquérito vai para o Ministério Público.

Confira pronunciamento do delegado: 

Campanha contra a Choquei 

Logo que foi noticiada a morte de Jéssica Canedo, uma campanha contra a página Choquei tomou conta das redes sociais. O perfil, que é um fenômeno no Instagram e no X (antigo Twitter), pausou as publicações por um tempo, devido à quantidade de comentários negativos. 

Um dia depois da morte da jovem de Minas Gerais, a Choquei chegou a publicar uma nota negando qualquer envolvimento com o caso.

“Todas as publicações foram feitas com base em dados disponíveis no momento e em estrito cumprimento das atividades habituais decorrentes do exercício do direito à informação”, disse o responsável pelo perfil. 

O fotógrafo Raphael Sousa, responsável pela página, publicou nota
Foto: Reprodução/ Instagram/ X

Antes do esclarecimento, os usuários do X inseriram uma contextualização em todas as publicações feitas pela página depois da morte de Jéssica. “Com mais de 30M seguidores, a Choquei contribuiu com a morte de uma menina e está lidando como se nada tivesse acontecido, apenas apagou os posts. A morte da Jessica não pode ser esquecida”, afirmava o texto.

Fonte: terra.com.br

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × um =

Descubra mais sobre Programa Revisional 2.0

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading