PM procurado pela m0rt3 de advogado no Rio de Janeiro se entrega

Diminua até 40% nos Contratos de Financiamento. Aproveite e Baixe o Valor das Prestações do seu Automóvel Hoje!

PM procurado pela m0rt3 de advogado no Rio de Janeiro se entrega

Sem tempo para ler? Ouça o Post aqui...
Getting your Trinity Audio player ready...
pm procurado morte advogado rio se entrega

Via @metropoles | O policial militar Leandro Machado da Silva (foto em destaque), procurado pelo homicídio do advogado Rodrigo Marinho Crespo, no centro do Rio de Janeiro, se entregou à polícia nesta terça-feira (5/3). Segundo o g1, o PM se apresentou na Delegacia de Homicídios, na Barra da Tijuca, com o advogado.

Os investigadores alegam que Leandro é o responsável por coordenar toda a logística usada no crime, inclusive o carro usados pelos assassinos. O PM, lotado no 15º BPM (Duque de Caxias), responde por outro homicídio: de um homem, em 2020, durante um churrasco na Baixada Fluminense, também no Rio.

Assassinos mataram advogado em área movimentada no Rio de Janeiro

Advogado Rodrigo Crespo Marinho teria interesse em entrar no ramo de jogos on-line

Advogado foi morto no Centro do Rio de Janeiro

Mais cedo, a Polícia Civil do Rio de Janeiro prendeu Cezar Daniel Mondego de Souza, outro suspeitos de envolvimento no assassinato do advogado. Eduardo Sobreira Moreira, no entanto, segue foragido.

O crime

Rodrigo Marinho Crespo foi morto a tiros em 26 de fevereiro, por volta das 17h, em frente à sede da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), no centro do Rio. Os criminosos responsáveis pelo crime estavam encapuzados, não levaram nenhum pertence, assim como supostamente teriam estudado os hábitos e a rotina da vítima.

Segundo a polícia, Cezar e Eduardo Sobreira Moreira fizeram a vigilância e o monitoramento da vítima até o dia do homicídio. O carro usado pela dupla foi alugado pelo policial militar Leandro Machado da Silva. Eduardo e Leandro tiveram a prisão temporária expedida pela Justiça.

Os investigadores descobriam que o PM Machado tinha a prática de alugar veículos na locadora da zona oeste do Rio. Ainda de acordo com as apurações, o carro foi entregue a Eduardo.

Uma das linhas de investigação da PCERJ é a entrada da vítima no ramo das apostas on-line. A informação veio da oitiva de testemunhas do caso.

Por Nicole Diniz
Fonte: metropoles.com

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dez + dezesseis =

Descubra mais sobre Programa Revisional 2.0

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading