Após fuga de detentos, Fernandinho Beira-Mar é transferido de Mossoró

Diminua até 40% nos Contratos de Financiamento. Aproveite e Baixe o Valor das Prestações do seu Automóvel Hoje!

Após fuga de detentos, Fernandinho Beira-Mar é transferido de Mossoró

Sem tempo para ler? Ouça o Post aqui...
Getting your Trinity Audio player ready...
apos fuga detentos fernandinho beira mar transferido mossoro

Via @metropoles | Uma das principais lideranças do Comando Vermelho (CV), Luiz Fernando da Costa, o Fernandinho Beira-Mar, foi transferido da Penitenciária Federal de Mossoró, no Rio Grande do Norte, para a de Catanduvas, no Paraná, no sábado (2/3).

A mudança ocorre devido à primeira fuga de detentos de uma unidade federal de segurança máxima – em 14 de fevereiro, Deibson Cabral Nascimento, o “Deisinho” ou “Tatu”, e Rogério da Silva Mendonça escaparam das celas. A dupla segue foragida.

O Brasil tem cinco presídios do tipo, localizados em Catanduvas (PR), Campo Grande (MS), Porto Velho (RO), Mossoró (RN) e Distrito Federal. Todas as unidades são controladas pela Secretaria Nacional de Políticas Penais (Senappen), do Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP).

Confira como é a penitenciária de Catanduvas:

Penitenciária Federal de Catanduvas, no Paraná

Fernandinho Beira-Mar

Esta é a segunda transferência do líder do Comando Vermelho neste ano. Em 12 de janeiro, Fernandinho Beira-Mar havia sido transferido da unidade de segurança máxima que fica em Campo Grande para a de Mossoró.

No sábado, o Senappen realizou a transferência de 24 presos para Catanduvas. Vale destacar a ida de Railan Silva dos Santos e Selmir da Silva Almeida, dois presos do Acre que chegaram a Mossoró juntamente com Deibson e Rogério.

A fuga histórica de Mossoró

Como mostrado pela coluna de Guilherme Amado, do Metrópoles, esta foi a primeira fuga registrada no sistema penitenciário federal brasileiro, criado em 2006. Deibson Nascimento e Rogério Mendonça, ambos integrantes do CV, escaparam por um buraco em uma das celas.

No momento, forças de segurança — federal, rodoviária federal, militar, civil e Força Nacional — participam das buscas pela dupla de fugitivos. A operação envolve mais de 600 agentes de segurança.

Imagem colorida de fugitivos de Mossoró na lista de mais procurados da Interpol – Metrópoles

Por Mariana Andrade
Fonte: 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

doze + dezessete =

Descubra mais sobre Programa Revisional 2.0

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading